quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Pelos animais (2)

Este Carnaval, deu que falar a localidade de Campia, em Vouzela.

A associação Animal deu a conhecer e criticou a "bela" tradição carnavalesca daquela localidade: roubar um gato, colocá-lo dentro dum púcaro no alto de um poste coberto de palha, atear fogo à palha e esperar que o púcaro caia, com as chamas (de onde se espera que o gato saia a correr).

De novo os "populares" (vd. post anterior), entrevistados pelas televisões nacionais, vieram em defesa da tradição, alegando que nunca nenhum gato morrera por causa disso.

Muito honestamente, não consigo compreender as críticas àquela tradição.
A sério!
Acho que é perfeitamente normal e que a qualquer pessoa num estado de sanidade mental poderia passar-lhe pela cabeça criar uma tradição daquelas.

E mais: a haver um culpado, não serão, concerteza, as boas gentes de lá.

Será... sei lá... olhem, o gajo que nos pôs, a todos, na escola, a cantar a música do "atirei o pau ao gato..." (mas o ga-to-to não morreu...)

4 sorrisos:

blueminerva disse...

Eu vi a reportagem. E sabes o que me irrita mais?... A desculpa de ser tradição. Metam lá a tradição no cu e deixem a porra do gato em paz!
Um abraço

Sorrisos em Alta disse...

Blueminerva,

Era aí que eu queria chegar!

Abraço

calminha disse...

Em campia quem diria , uma pacata aldeia...valia mais irem todos comer uns pastelinhos a vouzela em romaria.

Sorrisos em Alta disse...

Calminha,

É isso, aí.