sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Há vida depois da morte?

Nos últimos dois posts falei aqui da GNR e da PSP.

Para não pensarem que algo me move contra a polícia, é tempo de mudar de assunto.

Vou, pois, falar da... PJ (Polícia Judiciária). No fundo, para completar a triologia das fardas.

Ao contrário das outras 2 polícias, no caso da PJ o tema não é a falta de meios. E, descansem, também não é a Maddie.

A minha vida acaba de mudar radicalmente, por causa uma notícia publicada na edição de hoje do Correio da Manhã, sob o título "Tinha calça em baixo".

Parece que ontem, por volta das 8h da manhã, um agente da PSP tropeçou num cadáver de um homem, no Jardim do Principe Real, em Lisboa.

Segundo o que o Correio da Manhã apurou, "o homem estava deitado no chão, debaixo de umas árvores ao centro do jardim,, com um braço torcido atrás das costas, com o rosto e corpo tapados, com as calças caídas até aos tornozelos e com a zona do ânus ferida." (sic)
(podem ler a versão integral aqui)

Por se tratar de um possível crime, havendo a hipótese de o homem ter morrido na sequência de uma violação, a PJ foi chamada ao local e está a investigar o caso.

E é aqui que a coisa aquece. Ao ser contactada pelo Correio da Manhã, uma fonte do Gabinete de Relações Publicas da PJ "desvalorizou o caso, dizendo que se tratava de um cadáver que apresentava "indícios de morte natural". (sic)

E isso, meus amigos, mudou a minha vida. Até hoje, eu não temia a morte. Agora, tenho-lhe um medo de morte.
E rezo a todos os santinhos não só para não morrer como para que não haja vida depois da morte.

É que se aquilo são indícios de morte natural, eu não quero morrer. E muito menos vaguear pela eternidade com as calças pelo tornozelo e com feridas na zona do ânus!

32 sorrisos:

Vânia Sofia disse...

Acho que o meu medo é mesmo tropeçar!

Sorrisos em Alta disse...

Vânia,

É uma questão de escolheres para onde vais. Ainda há um jardim ou dois em Lisboa que não tem cadáveres!
;o)

Rp disse...

Qualquer dia uma dessas triologias vem cá prender-te!! hehe
abraços

Sorrisos em Alta disse...

Rp,

Hhehehe
Acho que não corro esse risco. Aqui, só me aturam se vierem cá (o que, convenhamos, é muito pouco provável). Se me levarem dentro... aturam-me o dia inteiro!
;o)

Klatuu o embuçado disse...

Pá, tu é que não queres perceber: para os gajos ser enrabado até à morte é natural!

Além disso, tens que compreender que o acesso à mercadoria do hipermercado Casa Pia não é para todos...

Sorrisos em Alta disse...

Klatuu,

Com o ordenado que ganham de facto não dá nem para comprar miúdos... de frango!

blueminerva disse...

"indícios de morte natural"

Querem ver que a criatura foi enrabada pelo es+írito santo?!...

Um abraço

Sorrisos em Alta disse...

Blue_Minerva,

ADOREI o trocadilho.

Mas não é caso para morrer. Hoje em dia todos somos enrabados pelo Espírito Santo. E pelo BPI. E pelo Millennium. E pelo...

Rafeiro Perfumado disse...

Poderia mandar aqui uma boca da tua preferência por homens de farda, mas não o vou fazer. Pelo relato em causa, eu vou é deixar de passar no Princípe Real, porque não quero cá "naturalidades" para o meu lado!

PS: terá sido o polícia que tropeçou dando-lhe uma biqueirada no cu?

Kunta disse...

Soube, por fontes seguras, que nos últimos tempos o Jardim do Principe Real tem sido alvo de enormes romarias durante a noite.

Mil lambidelas

migvic disse...

Bòfias....

Sorrisos em Alta disse...

Rafeiro,

A minha tara é por fardas, não por homens. É a minha frustração por não ter sido aceite no exército, nem na PSP, nem na GNR.

Felizmente vinguei-me e hoje envergo esta maravilhosa farda da..... EMEL!

E aposto que essa é uma das soluções possíveis que está a ser investigada.
Outra é o polícia ir a passar e, do meio dos arbustos, ter saltado um homem de calças em baixo, atirando-se de rabo para cima do pé polícia

Sorrisos em Alta disse...

Kunta,

Os arbustos do jardim agora estão cheios de placas com o seguinte escrito: "Se não me encontrarem, ESTOU AQUI!"

Sorrisos em Alta disse...

Migvic,

Obrigado pela visita e pelo link.

Se não for preso até lá, logo à noite o teu blog também já está linkado.

Abraço

mjf disse...

Olá!
Medo...muito medo!!!

Beijos

Liliana Matos disse...

ola :)
Obrigada pela visita ao "Nao sei nada acerca de tudo".
E continuem com os sorrisos a rebentar a escala lol :)

Liliana Matos

Sorrisos em Alta disse...

MJF,

É, é em ocasiões como a descrita que realmente ganha sentido a expressão "quem tem cú, tem medo"!!
:o)

Beijos

Sorrisos em Alta disse...

Olá, Liliana.

Não tens que obrigadar.

Mas já que estamos nessa, obrigado a ti também pela retribuição

Smile!

calminha disse...

também li ,realmente que conclusões tão lucidas se tiram destes factos...enfim.
boa semana

Moyle disse...

quem vive pela espada, morre pela espada, o que é perfeitamente "natural".agora cada um que tire as devidas ilações.

Miguel disse...

eu cá não gostava nada de morrer assim...

mas sei de pessoas que não se deviam importar nada LOL

Pacanherros disse...

HAHAHA...

Os nossos especialistas criminais da PJ são os maiores do mundo... quais CSI quais quê... No mundo ocidental é assim que se morre naturalmente. Morrer de velhice é coisa do passado, já só há causas de morte destas nos países em vias de desenvolvimento...

Rita Rente disse...

andamos obcecados pela pj e gnr?

Sorrisos em Alta disse...

Calminha,

As conclusões são como as esmolas da caixa da igreja: cada um tira as que quer.
(eh, pá, esta não saíu nada bem...)

Uma óptima semana para ti também

Sorrisos em Alta disse...

Moyle,

E achas que é o pessoal da esgrima que anda a "chafurdar" nos arbustos do Príncipe Real????
:o)

Obrigado pela visita.

PS - E agora que já ninguém nos está a ler: concordo. Bem aplicado o provérbio!

Sorrisos em Alta disse...

Miguel,

Cada vez há mais também a querer viver assim!

Nada contra. Desde que me deixem a mim sossegado...

Abraço

Sorrisos em Alta disse...

Pacanherros,

Hheheheheh
É a primeira vez que ouço chamar "via de desenvolvimento" à via anal!
;o)

Abraço

Sorrisos em Alta disse...

Rita,

Andamos???
Eu não ando!!!
Nem sei porque é que perguntas isso....
(Sorrisos sai assobiando)

lampâda mervelha disse...

Morte Natural é acabar num canteiro de jardim com as calças em baixo e o esfíncter tipo abas de grilo? Epah... epahhhhhh!!

Moyle disse...

aquelas roupinhas e as máscaras com rede mosqueira hão-de querer dizer qualquer coisa e, aliás, andarem a bater com a espada uns nos outros parece um bocado... vá lá, não sei, assim um bocado... é abichanado, é isso.

Sorrisos em Alta disse...

Lâmpada,

Pois foi nisso que pensei. A confirmar-se, decidi que quero uma morte sobrenatural qualquer!!!

Sorrisos em Alta disse...

Moyle,

300% de acordo.
Para mim são gajos de pau na mão, a avançar para outro.
E não acho isso nada abonatório...