quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Os Polícias dos Bosques

Estou aqui para me redimir.

No post de ontem, fui extremamente injusto para com os briosos agentes da Brigada de Trânsito da GNR, ao equipará-los a piratas, apenas porque sacam uns programitas da internet.

É fácil perceber que a culpa não é dos agentes, mas sim do seu Comando, que não os fornece.

Além do mais, apesar da escassez de meios, a GNR não rouba programas em proveito próprio, mas sim para servir os outros. Na realidade, os agentes não devem ser vistos como piratas, mas sim como autênticos... Robin(s) dos Bosques!

É verdade: os GNR's roubam, mas roubam aos ricos (aqueles que têm programas informáticos oficiais) e apenas para dar aos pobres.

E os pobres a quem eles dão são nem mais nem menos que... os agentes da PSP!

A PSP ficou sem boquilhas descartáveis para fazer os testes do álcool (outra vez a falta de dinheiro...) e teve que os pedir à GNR!:Fonte: Jornal Global

Poderia dizer-se que vale o que vale a "denúncia feita por uma fonte anónima" (sic). Mas a própria PSP já veio tentar desmentir, alegando que foi uma questão passageira, por motivo de atraso na entrega.

O certo é que a notícia se confirmou: A Brigada de Trânsito da GNR teve que ceder boquilhas descartáveis à PSP, que não as tinha.

Em primeiro lugar, convenhamos que é meio deprimente imaginar a cena de um Comandante da PSP a ligar para uma esquadra da GNR, com a voz embargada pelo choro (que, aqui só para nós, pode ser facilmente confundida com a voz de quem acabou de dar uma passa numa ganza), a dizer: "Tou? Tens aí filtros?"

Pessoalmente, há muito que deixei sair de carro quando sei que vou beber. E nunca fui apanhado (embora não tenham sido poucas as vezes que fui mandado parar).

Mas a dica que deixo aqui hoje para aqueles que bebem e conduzam é a seguinte: imprimam esta notícia.

É que, depois desta, se me acontecesse a mim ser apanhado com álcool, ia espetar com o recorte da notícia na cara do agente. Para haver igualdade entre os cidadãos, como prega a Constituição, se eles podem emprestar botequilhas uns aos outros, nós podemos fazer o mesmo. Por isso, eu ia EXIGIR que alguém me pudesse emprestar um sopro, um bocado de urina para o teste ou um fígado!

20 sorrisos:

lampâda mervelha disse...

Um homem fardado que nos manda parar de madrugada e não ter onde soprarmos... epah, soa um pouco mal...

Sorrisos em Alta disse...

Amigo,

Até vejo nisso uma vantagem! A mim soa-me mal é quando me dizem "agora vai ter que soprar"
:o)

PsYcHo_MiNd disse...

Eu em 5 anos de carta ainda nunca me mandaram soprar o balão! Isto é discriminação pah!

Sorrisos em Alta disse...

Psycho_Mind,

Não te preocupes com isso. Mas também não fiques orgulhoso. Quando menos te convier... eles aparecem!
:o)

Mas não stresses. Pode ser que estejam sem boquilhas
heheheh

Pacanherros disse...

Já para não falar naquilo que eles fazem e a gente não chega a saber...

Sorrisos em Alta disse...

Pacanherros,

Há coisas que eu também prefiro NÃO saber se eles fazem ou como fazem

LOL

chiconline disse...

Apesar de não estar bêbado, em todas as situações que me mandaram parar sempre tive que fazer o teste. Não consigo explicar.

Qualquer dia é ver os da PSP serem chamados por um veículo da GNR para trazer uns garrafões com gasóil (sempre quis escrever isto num post, gásoil pois então) porque ficaram a penandos (penandos também é uma palavra bonita, e sempre a quis escrever num post, assim como gásoil que já escrevi mais lá para trás)

calminha disse...

podiam ter descansado esse dia ..lol...o pior é k enfim...eles tb deviam soprar o balão..aiai não disse nada

mjf disse...

Olá!
A falta de boquilhas...é mesmo grave!!!. Mas se estiverem perto de um hospital, eles vão ás urgências pedir para fazermos aos visados, um teste de alcoolémia...

Montes de casos...a encher mais as urgências :=)

Beijos

Tita disse...

OOhhh que peninha!! =\

Dina disse...

Soprei uma vez no balão...mas acho que todos os que conduzem deviam ter consciência que não só colocam a sua vida em risco como a dos outros. Temos que começar a ser mais conscientes ao volante!

Marisa disse...

Emprestar um sopro parece-me bem e justo :)

Vânia Sofia disse...

A mim só me mandaram parar para fazer um inquérito. Mas já me "mamaram" 30 euros por estacionar em cima do passeio!!!

Sorrisos em Alta disse...

Chico,

Acredito que estivesses sóbrio quando te mandaram parar. Já quando escreveste esse comentário me parece muito pouco provável!
;o)

(ah, e o que eu queria escrever provável num comentário...)

Sorrisos em Alta disse...

Calminha,

Tá dito, tá dito!

Agora, quando saires do blog tens lá uma brigada à espera, para te autuar...
;o)

Sorrisos em Alta disse...

MJF,

Eu acho que eles o fazem por inveja. Devem pensar qualquer coisa como "Mas será que este cabrão bebeu MESMO mais que eu????"

Sorrisos em Alta disse...

Tita,

Peninha, sem dúvida. Para demonstrar a nossa solidariedade para com eles, devíamos fazerr nós mesmos um auto-stop, parando perto deles mesmo sem nos terem mandado e levarmos nós de casa um teste do álcool para lhes doar

Sorrisos em Alta disse...

Dina,

Concordo. E acho que se deve fazer o TESTE DO ÁLCCOL. Mas considero extremamente importante que haja material para o "TESTE". Senão, fica só... "O DO ÁLCOOL"!
;o)

Sorrisos em Alta disse...

Marisa,

Depende de quem empresta. Há por aí sopros que não queria cá misturar com o meu!
:o)

Sorrisos em Alta disse...

Vânia,

Devias-te ter vingado!

Para a próxima, diz que és famosa e que não preenches questionários à borla. E cobra-lhes 35 euros para o fazer!