sábado, 2 de fevereiro de 2008

Tô sim? É do INEM?

Começo por fazer uma breve explicação, para que não me batam no final deste post. Ou, pelo menos, que suavizem as pancadas.

Esclarecimento: Sou completamente a favor das campanhas de prevenção de doenças e acidentes.

Mas também acho é que têm que ser bem feitas, sob pena de os objectivos serem precisamente os opostos aos que se pretendia obter com a campanha.

Vem isto a propósito da nova campanha do Ministério da Saúde e do INEM.
(e muito se tem falado - e criticado e gozado - sobre a inoperacionalidade do INEM e dos Bembeiros. Se calhar, é por causa da nova campanha....)

Provavelmente, já se cruzaram com algum cartaz deste tipo:Os outdoors que por aí estão colocados, por cima do "seja mais rápido que um avc, ligue de imediato o 112", têm os sintomas que eles consideram básicos para identificar o problema:

"- Aparecimento súbito de FALTA DE FORÇA NUM BRAÇO
- BOCA AO LADO
- DIFICULDADE EM FALAR
Seja mais rápido que um avac, ligue de imediato o 112!",

A questão, para mim, é que a coisa devia ser mais bem explicada.

Quando eu leio aquilo, em que é que eu penso???

Qualquer coisa como isto: Um gaijo vai na rua. De repente, o raio dum braço baixa. FALTA DE FORÇA NUM BRAÇO!

Ainda lúcido, lembra-se que viu o outdoor. "Ah, é um avc. Vou ligar para o INEM".

Ora pegar no telemóvel e marcar o número só com um braço não é fácil (lembro que o outro, nesta altura da história, não responde).

Mas, vá lá, com esforço, lá consegue.

"INEM boa noite".

De repente, A BOCA PARA O LADO. E logo precisamente o lado contrário ao do braço que tem o telemóvel.

Muito contorcionismo depois e lá se põe o braço (o útil) por trás da cabeça, para chegar ao lado da boca que está disponível.

Do outro lado: "INEM boa noite..."

Aqui, o nosso amigo vai para responder e chega a DIFICULDADE EM FALAR.

Na linha, insistem: "INEM , boa noite..."

"hmmmmmmm.... hmmmmmmmmmmmm.... hmffffffffff"

E depois reclamam que o INEM se atrasa a chegar aos locais...

2 sorrisos:

LopesCa disse...

Não gosto dessa publicidade :|

É muito inportante o socorro ser rápido.
Podiam ter feito uma coisa mais interessante.

Sorrisos em Alta disse...

Lopesca,

Perfeitamente de acordo.

Concordo com o objectivo e com a divulgação, não com "isto"