segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Carnaval alternativo: Tecno-Pimba e nacional cançonetismo

Uma ronda por alguns blogs e confirmo: a grande maioria está cansada (se é que alguma vez gostou) do Carnaval tradicional.

Parece que já não há pachorra para tanto sambinha e gente que finge que é feliz a desfilar mascarada na rua (à chuva, ainda por cima...).

Mas o Carnaval é diversão.

O que sugiro para hoje à noite é um Carnaval alternativo: o concerto dos TochaPestana no Cabaret Maxime (na Praça da Alegria, em Lisboa)

TOCHA PESTANA

NO MAXIME

Carnaval Super Mix

Tecno-Baile & Variedades

04 Fev (noite de Carnaval) das 22h às 04h

12euros (com direito a uma bebida)

O maravilhoso duo-romântico Tochapestana está de volta a Lisboa depois de uma tournée de grande sucesso pela Alemanha. Conhecidos por serem dos melhores que se produz na área do Tecno-Pimba e do Turbo-Punk Tochapestana, prepararam para a noite de Carnaval do Maxime um espectáculo único e irrepetível: Super Mix: "O Poder do Amor", um peep-show musical (com apresentador) em 3sets de 20minutos cada para 30espectadores à vez. Convém chegar entre as 23h e a 00h30. Seguem-se Djs, organistas e outras variedades até os Tochapestana voltarem com dançarinas, orquestra e coro feminino para um tecno-baile non-stop, com muito suor, pela noite fora.

Sobre os TOCHAPESTANA

"Tochapestana é já uma certeza quando se fala em música portuguesa ligeira."
"Tochapestana é uma poderosa pista de dança electro-transportável que leva aos limites a ideia de performance musical."
"Tochapestana é cançonetismo romântico e baile popular moderno."
"Tochapestana não acredita em fama nem em publicidade mas por tocar as pessoas pela intensidade e verdade."
"Tochapestana é muito mais do que uma banda é um evento, é experiência e não arte."
"Tochapestana é ritmo e emoção, pode falhar o acorde mas acerta o coração."

Ouçam as suas fantásticas interpretações em

www.myspace.com/tochapestana


Eu também entro na festa. Mascaro-me de dj e vou lá dar um pouco de música

14 sorrisos:

Pacanherros disse...

Não há nada como o bálhinho...

Eeeeh, meu amigo Charlie, Ooooooh, eeeeh, meu amigo Charlie Brown, Charlie Brown...

Rita Rente disse...

odeio o carnaval.

Tita disse...

hum.... deixasT-me a pensar!!

LopesCa disse...

Bom Carnaval :0)


Espero que gostes, não é partida de Carnaval :)
http://lopesca.blogspot.com/2008/02/um-blog-muito-bom-sim-senhora.html

mjf disse...

Olá!
É verdade, as pessoas já não conseguem fingir, nem no carnaval, estão desanimadas...
Eu gostava, talvez, de ir passar um carnaval a Veneza...
Talvez um dia!!!

Beijos

mjf disse...

Olá!
É verdade, as pessoas já não conseguem fingir, nem no carnaval, estão desanimadas...
Eu gostava, talvez, de ir passar um carnaval a Veneza...
Talvez um dia!!!

Beijos

mjf disse...

Olá!
É verdade as pessoas, já não se entusiasmam tanto com o carnaval, excepto quem tem crianças pequenas...

Eu gostava de ir passar um carnaval a Veneza...
Talvez um dia...

Beijos

Sorrisos em Alta disse...

Pacanherros,

Felizmente, há gostos para tudo.

Depois de um barril de tinto, até eu falo com o Charlie!
;o)

Sorrisos em Alta disse...

Rita Rente,

e quem não odeia, sem serem as crianças e... os 2 ou 3 que aproveitam para se assumir???
;o)

Sorrisos em Alta disse...

Tita....

fiz um milagre????
;o)

(Just kiddin')

Sorrisos em Alta disse...

Lopesca,

Não gostei, adorei!
100.000 obrigados.

Por falta de tempo, só agora agradeci no teu blog e passei a mensagem

PS - Espero que já te tenham passado os odores etílicos!
LOL

Sorrisos em Alta disse...

MJF,

Concordo plenamente.
Acho que o carnaval é para as crianças.
Ou, como digo aqui mais acima, para os 2 ou 3 que aproveitam esse dia para se assumirem.

Podendo ir para fora, sem dúvida que o carnaval de Veneza devia ser a primeira opção.

Ou isso... ou isso... ou aquele em que as pessoas o passam a mandar laranjas umas às outras!
;o)

calminha disse...

tecno-pimba é que eu ainda nem sabia que existia...ja valeu, até vou passar pelo myspace do Tochapestana...

Sorrisos em Alta disse...

Calminha,

Existe, sim.

E não é por acaso que digo que eles são, PROVAVELMENTE, os melhores no género. Para já, porque PROVAVELMENTE foram eles que inventaram a expressão, depois porque, PROVAVELMENTE, são os únicos no género!

;o)