quarta-feira, 12 de setembro de 2007

STOP Maddie McCann


Face às "notícias" hoje publicadas nalguma "imprensa", vejo-me forçado a efectuar aqui um desmentido público: Os Sorrisos em Alta NÃO FORAM constituídos arguidos no "Caso Maddie"!
Ponto final.

O que se passa é que a paciência tem limites e não aguentava ouvir nem mais uma "notícia" sobre o alegado desaparecimento da Madeleine McCann.

É um facto que estive a ser ouvido na Delegação da Polícia Judiciária (PJ) de Portimão.

Mas que fique bem claro que fui eu que lá me dirigi, de livre e espontânea vontade, para contar toda a verdade!

Não tenho qualquer receio em violar um eventual segredo de justiça.

Por isso, depois de o ter feito às autoridades, deixo aqui, em segunda mão, aos nossos privilegiados leitores, toda a verdade sobre a história do desaparecimento de Maddie.

Qualquer um de vós já sofreu o suficiente com esta história. Todos merecem saber a verdade. E já.

O público em geral não merece que lhe continuem, deliberadamente, a omitir a veracidade sobre este caso.

Já passaram demasiado tempo a sofrer pela criança, a pensar onde ela poderá estar, a ouvir "testemunhos" ou a reter pensamentos sobre a personalidade dos pais.

Espero que estejam sentados pois a verdade certamente será uma enorme surpresa para todos.

Senhoras e senhores, meninos e meninos, prestem atenção.

Por muito que vos custe agora a aceitar, depois das horas que já perderam a acompanhar este caso, lamento desiludir-vos e espantar-vos ao revelar que....

A Maddie Mccan nunca vai aparecer!

Não começem já a chorar, pôrra!

Eu não disse que mataram a miúda ou que está nas mãos dum pedófilo.

Vejam lá se prestam atenção, caraças!

Há tanto tempo à espera e agora não aguentam um bocadito?

Eu nem sequer estou a fazer suspense.

É apenas uma pequena, breve e resumida (passe a redundância) introdução.

Agora que já tenho a vossa atenção, aqui vai:

A Madeleine McCann nunca vai aparecer porque... pura e simplesmente.... ela não existe!!!

Se depois do desmaio voltaste a ler isto, leste bem!

Meus amigos, Maddie McCann não passa de uma mega-produção conjunta dos 3 canais nacionais, numa co-produção com a britânica Sky News!
Tudo para tentar destronar a tirania de share televisivo das séries americanas.

Nunca, até hoje, se haviam posto tantos meios à disposição de uma série televisiva.
Uma série que se inspirou nas (poucas) partes conseguidas da novela "A doce Fugitiva", misturando-a com os famosos desenhos do "Where is Wally"?, ao que juntou um pouco de tudo o que a TV tem tido últimamente com um pouco mais de audiência.

Como, por exemplo, o "Big Brother".
Certamente compreendem, agora, as ligações em directo à Casa da Praia da Luz (mesmo depois de já não estar lá ninguém...).

A super-produção bebeu também um pouco dos ensinamentos de alguns concursos televisivos, como, por exemplo, o "Preço Certo".
Daí que, a bem das audiências, se permitam interromper telejornais do horário nobre para um directo com um alegado vizinho que tenta acertar a que horas é que acha que viu acender a luz da casa de banho em casa dos McCann no 20º dia depois do alegado desaparecimento.

Os autores inspiraram-se ainda no "Quem quer ser Milionário".
É por isso que se entrevista a senhora da limpeza do homem que leva os jornais ao laboratório onde se diz que se fizeram as análises e lhe fazem perguntas (para 1.000.000 euros?) sobre se concorda com os métodos de investigação da polícia portuguesa (os quais, já agora, nunca foram tornados públicos).

Para que tudo isto corresse bem e tivesse o impacto que teve, não podia faltar um excelentíssimo leque de actores.
Assim, ao longo destes últimos meses, o público foi assistindo às portentosas representações de nomes como Louresvaldo Josiel (no papel de Papa), Wellington Monteiro (no papel de Primeiro-Ministro Britânico) ou Manel Fagundes (as himself, como mirone dos jornalistas na Casa da Luz).

Caros amigos, não fiquem frustrados nem ofendidos pelo que passaram ao longo destes meses.
Aplaudam, isso isso, a audácia e o brilhantismo desta produção, que vos fez acreditar, realmente, numa coisa que nunca existiu.

Madeleine McCann nunca existiu.

A maior prova? Algum de vocês a viu mesmo antes do desaparecimento?

Logo vi...!

9 sorrisos:

JP disse...

L O L
E onde é que está o Wally? Vais dizer que também não existe?!

Sorrisos em Alta disse...

Assim de repente, lembro-me de vários Wallys que existem...
O Wally Jumper, o cavalo do Lucky Luke, o Wally Wood, a meca do cinema...
Continuo? :o)

Anónimo disse...

Então de quem são as milhentas fotos da Maddie? há fotos tiradas na piscina do aldeamento

Anónimo disse...

e as fotos com os avos ?

Sorrisos em Alta disse...

Meus caros,
Fico com a ideia que não leram o post...
Além de já ter sido feito há 2 meses atrás, o post, como este blog, não tem ponta por onde se lhe pegue.
Esclarecendo para quem não percebeu: não é uma teoria sobre a Maddie. É um pedido para que me tirem o raio desta novela da frente.
Tenho pena da miúda (caso exista), mas CHEGA de notícias sobre este caso!

Anónimo disse...

Isto tudo que escreves-te nao tem piada absolutamente nenhuma! É de muito mau gosto e de mau caracter estar a brincar com esta situação!!!

Anónimo disse...

Se nao queres ouvir mais noticias sobre este caso é muito fácil... Sempre que compres um jornal e depois vejas k fala da Maddie deita-o logo fora ou devolve-o, sempre que vejas televisao e começe a falar da Maddie desligas e nunca mais venhas ao TEU blog porque falas aki da Maddie!!! Agora fica bem e vê se descongelas esse gelo todo que tens á volta do teu coraçao

Sorrisos em Alta disse...

Primeiro, quem não tem a coragem de indicar o nome num comentário não tem legitimidade para falar do carácter dos outros (se é que sabes o que quer dizer carácter).

Depois, isto é um blog sério, não é suposto ter piada.

Se tivesses um pingo de inteligência, terias percebido que o post é uma critica à imprensa e que nada tem a ver com a criança.

E se tivesses um pingo de cultura saberias que se escreve "escreveste" e não escreves-te", já que eu não escrevo cartas a mim mesmo nem no meu próprio corpo.

Cresce...

Sorrisos em Alta disse...

Para o último anónimo,

Descongela antes tu o gelo que tens à volta do cérebro.

Está-te a encurtar as vistas.

Critico aqui a imprensa, não a criança.

Pensa antes de criticar. As coisas não têm que ser lineares....